ALL TIME CLASSIC: CONVERSE CHUCK TAYLOR ALL STAR

ALL TIME CLASSIC: CONVERSE CHUCK TAYLOR ALL STAR


Voltar ao My Kicks Blog


Sabias que as Converse All Star, também conhecidas por Chuck Taylor, são as mais antigas, mais populares e mais vendidas sapatilhas de basquetebol de sempre? Na verdade, apesar da sua utilização ter convergido para o lifestyle ao longo dos anos, e de se ter tornado um sneaker transversal a todas as idades, o certo é que este calçado foi criado para a prática desportiva da modalidade de basquetebol e foi, durante muito tempo, o calçado de eleição pelos atletas da mesma.

Descobre um pouco mais acerca da história destes sneakers:


1908
A Converse Rubber Corportation, de Massachusetts, USA, abriu negócio de fabrico de galochas e outro tipo de calçado com partes em borracha. No entanto, e devido à sazonalidade deste género, começou a investir em calçado desportivo, sobretudo destinado ao basquetebol.


1917
Surge o primeiro par de Converse All Star. Com uma sola de borracha bem grossa e um upper de lona até acima do tornozelo, este primeiro modelo era castanho com detalhes a preto e ainda não tinhas as clássicas perfurações na lateral – esse pormenor viria a ser acrescentado mais tarde.


1921
Charles “Chuck” H. Taylor, um conhecido jogador de basquetebol dos Akron Firestones, interessou-se pelo modelo, reconheceu-lhe potencial para ser o calçado ideal para a prática desportiva e juntou-se à empresa como comercial, percorrendo os Estados Unidos nos anos seguintes – num Cadillac branco com a mala cheia de Converse All Star – promovendo-as em todo o lado, com paixão e afinco. A sua influência e contribuição para o sucesso destes sneakers foi tão grande que alguns anos depois o seu nome foi adicionado à designação do modelo, em 1932, e os seus inputs de design acrescentados ao mesmo – tal como a adição da sua assinatura ao logotipo.



1936
Chuck Taylor desenhou as icónicas hight-top (conhecidas como bota) Converse Chuck Taylor All Star brancas que se tornaram o calçado oficial da equipa de basquetebol americana para os Jogos Olímpicos de Verão em Berlim (onde ganharam medalha de ouro). Iniciou-se aqui a golden era destes sneakers – os militares americanos usavam-nos para treino na II Guerra Mundial, a sua utilização tornou-se transversal a outras práticas desportivas além do basquetebol e surgiram novas cores e modelos sendo que, no seu ponto mais alto, as Converse dominavam 80% do mercado americano de calçado.



Anos 70, 80 e 90
A cultura grunge, sobretudo pela figura icónica de Kurt Cobain, trouxe de volta as Converse All Star que, no entretanto, tinham sofrido com a concorrência feroz de marcas como a Nike e Adidas que se haviam dedicado a desenvolver calçado tecnicamente mais evoluído para a prática desportiva. Isto foi um ponto de viragem para a marca pois os sneakers ganharam um novo lugar e espaço para a brilhar – as ruas, a música e as subculturas urbanas. Com mais variedade de designs e materiais, tornaram-se objetivo de desejo para os baby boomers que não ligavam às suas raízes de basquetebol mas sim à sua utilização casual.


2003
Apesar da notoriedade renascida da marca, esta entrou em falência. Foi comprada pela gigante Nike, que lhe reconheceu potencial e homenageou a sua herança, relanço-a amplamente. Na verdade, em 2012 a Nike comunicou que faturou 450 milhões de dólares só com as Converse Chuck Taylor All Star – o que equivale a vender um par a cada 43 segundos!



Clássicas, intemporais e icónicas, as Converse All Star atravessam o teste do tempo e continuam, ainda hoje, a ser um must-have incontornável. Com uma silhueta altamente reconhecida, até de longe, estes sneakers são para todos os géneros, homens, mulheres e crianças, e todas as idades – tanto como usar em qualquer contexto, em todas as estações e com qualquer estilo.
Tens um par de Converse Chuck Taylor All Star na tua coleção? Espreita as novidades da Converse aqui.